Pular para o conteúdo
O Blog de saúde | Suplementos esportivos

A importância da atividade física

Última atualização: 16 Setembro de, 2017
Por:
A importância da atividade física

Não há dúvida de que a atividade física regular é muito importante. Pessoas de todas as idades, que são geralmente inactivos podem melhorar sua saúde e bem-estar ao tornar-se ativas em uma base regular.

Vários estudos têm demonstrado que a atividade física regular reduz substancialmente o risco de:

  • Morte de doença coronariana
  • Carreira
  • Câncer de cólon
  • Diabetes
  • Alta pressão de sangue
  • Queda entre os idosos

Atividade física regular também:

  • Ajuda a aliviar a dor da artrite
  • Reduz os sintomas de ansiedade e depressão
  • Contribui para saúde dos ossos, músculos e articulações
  • Diminui o número de hospitalizações, consultas médicas e medicamentos
  • Melhor saúde física e
  • Melhor saúde psicológica
  • Melhoria da condição física
  • Melhor postura e equilíbrio
  • Melhoria da auto-estima
  • Sentir-se mais energético
  • O relaxamento e o estresse reduzido
  • Vida independente na vida posterior

Apesar dos benefícios comprovados da atividade física:

  • Mais do que o 50% os adultos não recebem o suficiente de atividade física para fornecer os seus benefícios de saúde
  • 25% os adultos são ativos no tempo livre
  • A atividade diminui com a idade e é mais comum entre as mulheres que entre os homens e entre as de menor renda e menos educação
  • Uma em cada duas crianças é provável que morram prematuramente de uma doença cardiovascular evitável ou do câncer evitável.

A epidemia de obesidade

Após o dramático aumento dos adultos obesos entre 1987 e 2000, a obesidade tem atingido proporções epidémicas. Mais do que 45 milhões de adultos são obesos. A percentagem de jovens com excesso de peso foi mais do que duplicado nos últimos 20 anos. Do 10% para o 15% das pessoas entre 6-17 anos são considerados com excesso de peso.

Os efeitos da inatividade física

Um ser humano troca em torno do 10% de oxigênio em cada respiração normal, Isso significa que em torno do 90% do oxigênio não é usado até que respiramos profundamente ou fazemos exercício. A falta de oxigênio no cérebro produz a desorientação, confusão, fadiga, concentração lenta e problemas de memória

Doença arterial coronariana
Não há dúvida de que a inatividade física representa um importante fator de risco para desenvolver doença coronariana. A doença arterial coronariana é uma doença grave, caracterizada por depósitos de gordura, colesterol, cálcio e outras substâncias no revestimento interno das artérias que fornecem sangue ao músculo cardíaco. Com o tempo leva a um ataque cardíaco.

Outras condições
Contribui também para outros fatores de risco, incluindo obesidade, pressão arterial elevada, triglicérides elevados, um baixo nível de HDL-colesterol e diabetes.

Tipos de atividade física

Atividade aeróbia

Envolve o uso repetido de grandes grupos musculares. As atividades aeróbicas incluem caminhar, movimentando-se, andar de bicicleta ou usar uma cadeira de rodas. Essas atividades aumentam a resistência de um homem e melhoram a função do coração e dos pulmões. O exercício aeróbico reduz o risco de desenvolver muitas doenças do coração e dos vasos sanguíneos.

Treinamento de força

Este tipo de exercício, que inclui o uso de pesos. Melhora a força, a saúde óssea e a função diária. O treino de força deve incluir, pelo menos, um conjunto de exercícios para cada grupo muscular importante.

Exercícios de alongamento

Estes exercícios ajudam a melhorar a amplitude de movimento de uma pessoa. Está demonstrado que reduz a dor muscular e espasticidade e melhoram o movimento. O alongamento é especialmente importante para as pessoas com atraso mental.

Quais são os fatores de risco são reduzidos?

A pesquisa mostrou que a atividade física regular ajuda a reduzir ou eliminar alguns dos fatores de risco, tais como:

  • Pressão arterial elevada – Está comprovado que as atividades aeróbicas regulares podem diminuir a pressão arterial.
  • Cigarros – Não há dúvida de que os fumadores que se tornam fisicamente ativos são mais propensos a reduzir ou parar de fumar.
  • Diabetes – É um fato conhecido que as pessoas com diabetes têm grandes problemas para controlar seu peso. As pessoas com peso ideal têm menos chances de desenvolver diabetes. A atividade física também pode diminuir os requerimentos de insulina para pessoas com diabetes.
  • Obesidade e excesso de peso – atividade física regular pode ajudar as pessoas a perder o excesso de gordura ou ficar em um peso razoável, o que poderia ser uma coisa essencial para manter uma vida saudável.
  • Altos níveis de triglicerídeos – A atividade física ajuda a reduzir os níveis de triglicéridos. Os triglicéridos altos estão relacionados com o desenvolvimento de doença arterial coronariana em algumas pessoas.
  • Baixos níveis de HDL – Baixos níveis de HDL-colesterol foram relacionados com um maior risco de doença coronariana. Estudos recentes mostram que a atividade física regular pode aumentar significativamente os níveis de HDL-colesterol e, assim, reduzir o risco.
  • Osteoporose
  • Carreira
  • Depressão
  • Câncer de cólon

Quanto exercício é suficiente?

A maioria dos especialistas estão de acordo em que devem ser suficientes 30 minutos diários para adultos e adolescentes e 60 minutos diários para crianças. No entanto, a investigação tem indicado que quebrar isso em blocos de 10 minutos de atividade física é tão benéfico como fazê-lo em um bloco. Combinar atividade física regular com sua vida cotidiana não significa, necessariamente, aderir a um centro de fitness caro ou comprometer-se a uma rotina de exercício rigoroso. Pé, andar de bicicleta, nadar, participar em desportos e jogos, participar da educação física e fazer tarefas em casa e no jardim, pode contribuir para a atividade física acumulada. Para as crianças, quase qualquer atividade física, é suficiente enquanto se movem. Isso inclui jogar durante a escola, executar, andar de bicicleta, pular corda e dançar.

A intensidade do exercício não deve exceder o 50 por cento da capacidade de exercício de uma pessoa (frequência cardíaca máxima). Se alguém está fisicamente ativo regularmente por períodos mais longos ou com maior intensidade, então é provável que se beneficie mais. Mas não exagere. Muito exercício pode dar dor muscular e aumentar o risco de lesões.

O papel crítico da alimentação saudável

Embora a situação com a obesidade não está mudando significativamente, as pessoas estão adotando lentamente a dietas mais saudáveis. Algumas pesquisas recentes chegaram à conclusão de que apenas cerca de um quarto dos adultos comem cinco ou mais porções recomendadas de frutas e vegetais a cada dia. Os maus hábitos alimentares são estabelecidos frequentemente durante a infância. Mais do que o 60% os jovens comem muita gordura e menos do 20% comer cinco ou mais porções recomendadas de frutas e vegetais a cada dia.

As considerações dietéticas

Uma dieta saudável e equilibrada é essencial para uma boa saúde. A moderação é a chave para uma dieta saudável, mas você precisará de alguns hidratos de carbono adicionais se dedicam a fazer exercício. Não importa que tipo de exercício, uma pessoa torna-se, o corpo usará sempre a glicose para a energia. A glicose se forma a partir da decomposição dos hidratos de carbono, os açúcares e amidos em sua dieta, e é armazenado no seu corpo como glicogênio. No entanto, o corpo só pode armazenar uma quantidade limitada de glicogênio. Se alguém não comer carboidratos suficientes, mas continua fazendo exercício, em breve se tornará lento e tonto.
Por conseguinte, existe uma regra universal: quanto mais atividade física há alguém, mais glicose usa o corpo, mais carboidratos você precisa consumir para reabastecer a despensa.

Fontes de carboidratos

A grande maioria da ingestão de hidratos de carbono deve provir de fontes de amido, como pão, arroz, as batatas e massas, e o resto das fontes mais açúcar, como o açúcar, frutas e sucos. Se alguém se exercita regularmente, ele ou ela deve comer mais carboidratos, incluindo lanches açucarados e bebidas. Podem ser muito benéficos, tanto para fornecer energia ao corpo antes do exercício, como para ajudar a repor as reservas de glicose depois do exercício. Porém é necessário permitir que duas ou três horas depois de uma refeição saudável antes de fazer exercício, um sanduíche elevado em hidratos de carbono dentro dos 30 minutos de treino tem vários benefícios.

Há um monte de besteiras portáteis ricos em carboidratos:

  • Bagels
  • Mel ou geléia em sanduíches
  • Barras de cereal
  • Bananas
  • Melancia
  • Fruta seca
  • Frijolitos em conserva
  • Alcaçuz
  • Suco ou uma bebida esportiva

Objetivos de redução de riscos futuros

  • Aumentar o número de pessoas de 6 anos ou mais que se dedicam regularmente, de preferência diariamente em atividade física
  • Aumentar o número de pessoas de 18 anos ou mais, crianças e adolescentes de 6 Para 17 anos que realizam atividades físicas vigorosas
  • Reduzir o número de pessoas de 6 anos ou mais que não participam de atividades físicas durante o tempo livre.
  • Aumentar o número de pessoas com excesso de peso 12 anos ou mais que adotaram práticas dietéticas sólidas

Partilhar
Tweetar
+1
Partilhar
Pin
Stumble